Como identificar o verdadeiro potencial das ideias?

 em Criatividade, Empreendedorismo, StartUps

Uma mente empreendedora tem muitas ideias. A maioria delas parecem ser maravilhosas, mas vale lembrar que o papel aceita tudo, o mercado não. O teste de fogo do potencial de uma ideia é a realidade. Ela precisa ser contada, posta no mundo e testada. Para então tomar seu rumo, ser criticada, aprovada, mudada, aprimorada, descartada ou reciclada.

Abra espaço pra que ela possa nascer, crescer e até mesmo morrer para dar espaço a uma melhor. Antes de tudo, tire-a do papel e corra o risco, pois a essência da estratégia é fazer escolhas.

Nem toda ideia consegue se destacar e se tornar próspera. Então como é que podemos identificar qual delas de fato possui potencial para se tornar uma realidade? Nesse post iremos abordar 4 pontos simples mas que fazem a diferença na hora de identificar em qual projeto você deve investir seu tempo e suor.

1. A ideia aborda um problema relevante?


O primeiro passo da avaliação de uma ideia é não avaliar a ideia. Esqueça as funcionalidades, guarde elas para depois. Nesse momento o que será dissecado é o problema que a ideia se predispõe a resolver.

Esse problema é importante para quem o vivencia? Ele ocorre raramente ou é corriqueiro? As soluções atuais são insatisfatórias? Toda boa ideia vem para solucionar um problema ou aprimorar uma solução, identificar e conhecer realmente aquilo que você se propõe a mudar é indispensável para perceber se ela é ou não funcional.

O problema, para ser atraente, precisa ser também frequente. Ao mesmo tempo tornar uma ideia rentável exige que ela seja de alguma forma diferente e mais eficaz do que as outras que se posicionam para solucionar os mesmos problemas que você. Se a nova ideia foca um problema bem resolvido, será árdua a tarefa de fazer o consumidor mudar seu comportamento.

2. A ideia inova na solução do problema?


Essa é a hora de analisar como a ideia pretende resolver o problema de forma mais eficiente, barata e acessível. A ideia é uma melhoria ou uma potencial inovação? Tem potencial de ser replicada? Tem viabilidade técnica? A tecnologia necessária para executá-la já se encontra disponível ou tem que ser desenvolvida?

Nessa segunda fase, faça uma análise crítica da sua ideia, leve em consideração seu potencial de sustentabilidade e as suas vantagens competitivas em relação a possíveis concorrentes. É a hora de analisar os prós e contras que podem aparecer no seu caminho. Pense com calma e leve seu tempo. 

3. A ideia tem um modelo de negócio em potencial?


Sua ideia tem que ser executável e economicamente viável. Para isso ela precisa de um bom modelo de negócio. Através dele será possível ver como ela cria valor para todos os seus principais públicos de interesse. Sua utilização é necessárias para ver de forma estruturada e unificada os diversos elementos que compõe todas as formas de negócios.

Qual o conceito do negócio? Como será sua estrutura? Quais necessidades você está suprindo e quem possui estas necessidades? Como pretende se manter competitivo? Como seus clientes vão conhecer sua solução a suas necessidades? O que vai trazer de novo ao mercado? Essas são algumas das perguntas necessárias para entender se existe um modelo de negócios que sustente sua ideia.

Para entender melhor como funciona o plano de negócios você pode ler esse guia completo disponibilizado pelo SEBRAE.

4. A ideia é economicamente viável?


Um estudo de viabilidade econômica é muito importante. As principais perguntas que esta análise buscará responder são:

  • Qual o investimento necessário para o projeto?
  • Qual o fluxo de caixa livre gerado pelo projeto (lucro)?
  • Em quanto tempo o projeto se pagará?
  • O retorno do investimento é interessante?

Responder estas perguntas é fundamental para validar se o projeto é viável economicamente ou não. As informações necessárias para responder estas perguntas estão no detalhamento do seu investimento, das suas estruturas de custo e na realização de estimativas ganhos e receitas.


Estudou tudo com cuidado e chegou a conclusão que sua ideia é de fato viável? Hora de colocá-la em prática. Essa é a parte mais importante. Muitas ideias que tinham grande potencial acabam por nunca vir a tona por falta de iniciativa. No post “7 táticas infalíveis para tirar suas ideias do papel” juntamos informações relevantes que vão te ajudar a impedir que isso aconteça.

 

Postagens Recentes
Vamos conversar?

Em breve um de nossos consultores entrará em contato.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt